Associação dos Aposentados e Pensionistas de Ourinhos e Região

APLICANDO GOLPE NOS FUTUROS APOSENTADOS

APLICANDO GOLPE NOS FUTUROS APOSENTADOS

O Jornal do Comércio, editado em Porto Alegre (RS), na edição do último dia 13, publicou um artigo de um futuro aposentado do INSS morador na cidade de Bento Gonçalves, cujo teor é o seguinte: “Já não bastasse o famigerado fator previdenciário, verdugo impiedoso instituído à força, desrespeitando direitos adquiridos e assegurados pela Carta Magna, de quem já estava no sistema, recolhendo compulsoriamente por dezenas de anos, agora, assistimos ao governo tripudiar os trabalhadores, propondo a indecente fórmula 95/105! Ora senhores responsáveis pelos três Poderes, os trabalhadores e aposentados têm direito ao mínimo de respeito. Reivindica a extinção do fator previdenciário imediatamente, reajustes dignos e coerentes nos seus pífios proventos, se comparados aos dos parlamentares e aos do setor público. O fator previdenciário é a maior injustiça contra cidadãos que realmente produzem riquezas nessa Nação. Ouvimos notícia de que os parlamentares brasileiros custam à nação o absurdo e injustificável montante de R$ 15 milhões por ano, só ficando após os parlamentares dos EUA, primeiro na lista de 110 países comparados. Os trabalhadores não entendem como o Poder Judiciário (STJ/STF) não toma a atitude ética tão esperada de extinguir definitivamente essa aberração conhecida por fator previdenciário, que até hoje só prejudicou, de forma escandalosamente inconstitucional, os trabalhadores deste País. O que devemos esperar desse Poder do qual todos os cidadãos dependem em última instância para defender-se de graves abusos desse tipo? Já com os funcionários públicos, o governo agiu de forma justa, prevendo a redução de direitos apenas para quem vai entrar no sistema futuramente, isto é, para eles a lei não retroagiu contrariamente ao que fizeram conosco do setor privado em 1999, nos prejudicando. Pergunto: todos os cidadãos não têm os mesmos direitos segundo a Constituição? Enquanto isso, os projetos de lei 4434/08, 3299/08 e 1/07, que restituem a mínima dignidade aos que pagam para ter direito a uma aposentadoria que propicie minimamente a sobrevivência, pagar remédios e as fraldas geriátricas, ficam escondidos na gaveta da mesa do presidente da Câmara, de forma no mínimo imoral, aguardando ‘propostas alternativas’ e escandalosas como a 95/105. Aposentadoria digna não é favor de governantes, é obrigação constitucional, humana e ética do Estado. Fonte Sindnapi

Nossa Sede Social em Ourinhos está localizada na Rua José Felipe do Amaral, 581 – Praça do Seminário - Vila Perino – Tel. (14) 33265049. Atendimento de segunda-feira a sexta-feira das 8 h as 12 h.

Valdete Lopes Ferreira – Presidente da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Ourinhos e Região

 

AAPOR – Associação dos Aposentados e Pensionistas de Ourinhos e Região
Sede: Rua José Felipe do Amaral, nº581 - Vila Perino - Tel. 14 3326-5049
CEP: 19911-770 - Ourinhos-SP - e-mail: associação.ourinhos@r7.com
CNPJ: 13.603.479/0001-00 - www.aaporourinhos.org.br
Entidade Privada Sem Finalidade Lucrativa - Declarada de Utilidade Pública pela Lei
Municipal nº 5.972 de 29/08/2013
Desenvolvido por Gabriel Hesedis - 2018